Capa do post - Cibersegurança: A importância da VPN em tempos de home office

Cibersegurança: A importância da VPN em tempos de home office

Tempo de leitura: 4 minutos

Com a pandemia do vírus COVID-19, popularmente conhecido como Corona Vírus, empresas do mundo inteiro se viram obrigadas e repensar as suas rotinas operacionais. Como um dos métodos de prevenção mais eficientes é o distanciamento social, a adoção de trabalho remoto passou a ser uma política esperada das empresas nas próximas semanas.

Independente do novo vírus, o home office já é uma realidade no Brasil e oferece diversas vantagens, como redução do tempo de permuta dos funcionários e diminuição dos custos fixos do escritório. Porém para que este modelo de trabalho seja eficiente é necessário maturidade por parte do time, uma mudança de mentalidade da gestão e uma boa conexão com a internet, além das ferramentas corretas para a continuidade de cada função.

É claro que, ao trocarem a rede segura da empresa pelas suas próprias redes domésticas, os endpoints corporativos se tornam mais suscetíveis a malwares ou golpes de engenharia social, como o phishing, que visam enganar os colaboradores e se aproveitar de falhas humanas como forma de atingir a organização.

Leia também: O que é segurança de endpoint é porque ela é importante para seu negócio?

No último domingo (15) a Agência de Cybersegurança da União Europeia (Enisa) alertou para o risco crescente de vírus e ataques nos próximos dias. Com a movimentação para adoção rápida do trabalho de casa, hackers estão aproveitando o momento para disseminar mensagens falsas, aplicar golpes e sequestrar dados.

Nesta segunda-feira (16) a SonicWall já anunciou a descoberta de um novo ransomware chamado de COVID-19 SCAREWARE, que usa notícias sobre o corona vírus para se espalhar. No entanto, trata-se de um falso sequestro, já que os dados não são realmente criptogafados.

De todo modo, diante de tanta volatilidade, é essencial manter seus colaboradores e os dados da empresa protegidos. Entre os principais conselhos para promover a segurança digital em tempos de “home office”, estão:

  1. Orientar que os colaboradores só utilizem redes de wi-fi seguras, evitando redes públicas como as de cafeterias e restaurantes
  2. Garantir que todos os programas de antivírus e firewalls estejam atualizados
  3. Fazer backups frequentes e automáticos de todos os arquivos
  4. Fornecer uma VPN (Virtual Private Network) para as equipes se conectarem com segurança à rede corporativa
  5. Restringir os direitos de acesso dos usuários que se conectam à rede corporativa
  6. Informar o time sobre a importância de nunca acessar links nem baixar arquivos de origem desconhecida
  7. Proteger todos os endpoints da empresa – incluindo smartphones, laptops e tablets – com uma solução de segurança adequada
  8. Verificar os updates do sistema operacional e garantir que ele tenha sido atualizado para a versão mais recente

Todos os itens acima são importantes, em conjunto com as outras estratégias de segurança já rotineiramente adotadas pelas empresas (leia um pouco mais sobre o assunto neste artigo), porém o trabalho remoto pede uma atenção especial ao quarto item: a adoção de uma VPN.

Como o próprio nome sugere, Virtual Private Network (VPN) é um recurso de cibersegurança que permite o tráfego de dados na internet seja feito de forma privada. Através da VPN todos dados enviados e recebidos são criptografados, de modo que terceiros não sejam capazes de acessá-los.

A VPN atua como um firewall que protege o computador, criando um “túnel” exclusivo para que os dados trafeguem pela rede.

A empresa precisa fornecer a VPN para que, mesmo de casa, o trabalhador e os dados estejam seguros. Para isso é necessário entender que existem basicamente dois tipos de conexão VPN:

  • VPN Client – Conecta usuários remotos pontuais à rede. É o mais recomendado para o home office, pois o VPN Client é configurado no dispositivo do colaborador, permitindo acesso à rede da empresa com segurança.
  • VPN Gateway (site-to-site) – Conecta uma rede remota à uma rede local e costuma ser utilizada para interligar diferentes unidades, como uma matriz e suas filiais. Nesse caso configura-se uma VPN Client na rede local e o certificado gerado no VPN Gateway da matriz, então não é preciso configurar um VPN Client para cada dispositivo. 

Na prática do “home office” a VPN é primordial para que os colaboradores acessem os serviços de rede e as informações sensíveis da empresa normalmente, de onde quer que eles estejam. A única ferramenta que eles precisam para isso é o seu dispositivo (notebook corporativo) e de uma conexão com a Internet.

Ou seja, orientando a sua equipe corretamente e implementando a ferramenta de cibersegurança adequada, é possível manter a produtividade da equipe, proteger os dados da empresa e evitar a propagação do Corona Vírus, tudo ao mesmo tempo.

A Infomach acredita no futuro do trabalho remoto. Somos parceiros da SonicWall, uma das maiores fornecedoras de segurança de rede do mundo.

Com Firewall SonicWall você terá VPN e poderá fornecer acesso seguro e fácil aos dados e recursos necessários para seu time trabalhar remotamente. Com o time Infomach, especialista em implementação e gerenciamento SonicWall, você pode ter todo o sistema pronto e funcionando em tempo recorde, sem dor de cabeça. Ligue para 0800 494 9001 ou clique no botão abaixo para falar com nosso time agora mesmo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *