Capa de post - Como o Savings Plan pode te ajudar a economizar na nuvem AWS

Como o Savings Plan pode te fazer economizar na nuvem AWS

Tempo de leitura: 2 minutos

Temos diversas formas de economizar na conta AWS quando se trata do serviço EC2, que é o segundo serviço mais utilizado da AWS. Uma das melhores formas é utilizando Instâncias Reservadas, que já é bem eclético, possibilitando até aplicar Instâncias Reservadas com várias Zonas de Disponibilidade.

No entanto, no começo deste mês a AWS lançou o Savings Plan, que visa economizar até 72% dos custos da sua conta AWS. A ideia deste recurso, disponibilizado no dia 06 de novembro, é que você reserve somente horas de uso ao invés de reservar uma máquina EC2 por 24h.

Basicamente, você reserva em 1 ou 3 anos, seja No, Partial ou All Upfront por uma média de horas de uso e, caso sua empresa ultrapasse essa média, começa a usar a cobrança On-Demand.

Existem 2 formas de usar o Savings Plan:

Compute Savings Plan: Aqui, você não reserva uma instância, mas sim o poder computacional do EC2. Essa reserva pode ser aplicada para EC2, EMR, ECS ou clusters EKS, e até mesmo o Fargate. Pode-se também trocar famílias de instância, mover workloads para outras regiões e ainda sim ser beneficiado pelo Savings Plan, sem precisar fazer nada a mais.

EC2 Instance Savings Plan: Aqui, você aplica para uma família de instâncias com uma região, obtendo o maior desconto. A economia pode chegar a 72%. Nesse caso, pode-se trocar de Windows para Linux e ainda assim o desconto é aplicado, o que é diferente no caso de uma instância reservada.

Leia também: Como conquistar aprovação e apoio para adesão à nuvem

Agora que entendeu como funciona, nós recomendamos que você utilize o Savings Plan, principalmente se você usa um workload somente por algumas horas no dia, pois você vai reservar somente as horas que precisa.

Para quem quer utilizar o Savings Plan, ele já está ativo para todas as regiões fora da China. É só abrir o AWS Cost Explorer, e clicar em Recommendations dentro de Savings Plan. Aqui será calculada sua média de utilização e mostrará quantas horas valem a pena você pagar. Valide as recomendações e, se fizer sentido, contrate!

Se precisar de ajuda pode contar com o apoio da Infomach para qualquer trabalho relacionado à cloud. No mais, obrigado pela leitura e até a próxima!

Leia também: Afinal, o que é um CASB (Cloud Access Security Broker)?


Sobre o autor: Raphael Moura é Cloud and Backup/Recovery Architect na Infomach e possui certificações AWS Certified Cloud Practitioner e AWS Certified Solutions Architect – Associate. Foi palestrante da Campus Party Goiânia e OWASP Brasília. LinkedIn.

Quer migrar para a nuvem? Conte com a Infomach. Clique no botão a seguir para saber mais, solicitar orçamento e tirar suas dúvidas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *